: Escrevo não porque sei, mas por gosto e impulso... E assim escrevo errado mesmo...

(E o conteúdo deste blog que não consta fonte, é de minha autoria...)

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Festa do Dia das Mães nas escolas?


Acompanhando algumas publicações sobre a polêmica da “Festa do Dia das Mães nas escolas”, que muitos alegam ser frustrante para algumas crianças que não pertencem a uma chamada "Família Tradicional", que deveria ser substituído por Dia da Família e tal, estava discordando um pouco da ideia: todos os humanos necessitaram de um óvulo para ser gerado, só tem óvulo mulher, logo pode se dizer que todos ao menos tiveram uma mãe biológica mesmo que não tenham mais... (É preciso lembrar também do espermatozoide e dos que com o título de “doadores” abstém-se de serem mãe ou pai)
Se mudar para Dia da Família as "diferenças de composição familiar" também poderão ser pauta nesse dia do mesmo jeito que está sendo agora.

Eis que leio, as palavras de Ana Maria, professora, sobre o assunto:
"Meu papel eu fiz: quando uns receberam o convite e começaram a chorar, uns porque a mãe morreu, outros porque quem cria é a avô ou o pai, eu parei a minha aula e disse que mãe é quem dá carinho, quem respeita; que tem “pai mãe”, “mãe pai”, “avó mãe” e tal e tal, e que eu era mãe deles, pois estava todos os dias dando carinho, puxões de orelha pra estudar. Quando saí da sala uns 04 vieram me abraçar... "
Concordo com Ana. A lista dos "tipos de Mãe's" é quase infinita; mãe é quem dá carinho, quem respeita...
Independente do sexo, do parentesco, ou outra condição, mãe é quem cria, quem educa... E isso deve ser reconhecido e valorizado!
Ah! Mas então um homem que cria pode participar da festa do dia das mães? Pode sim! Do mesmo jeito que uma mulher, uma mãe solteira por exemplo, pode participar da festa do dia dos pais... E assim tanto o dia das mães quanto dos pais seriam o que de fato querem que exista e que já deveria existir/ser: Dias das Famílias, sem ter que para isso, desprezar as pessoas de pai e mãe que são apenas tipos integrantes das famílias, por vezes dispensável ao convívio mas com importância suficiente nem que seja para gerar a polêmica aqui levantada!

No mundo atual, superação e resiliência são as palavras e os sentimentos da vez. O que se tem deve ser mais valorizado do que o que falta! O bem, deve tomar o lugar do oposto!

Com ou sem Mãe’s e/ou Pai’s, Família's, seja de qualquer formação é lugar de amor incondicional!
É o que livremente penso, e muitos livremente discordam!
Obrigada, Ana!. Por me ajudar a elucidar minha ideia.

@

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Os incomodados que não se incomodam

Esses dias em minhas observações e análises sobre comportamentos dos outros (e meus também) deparei-me com o “incomodar-se com os outros”.
Mas não apenas com o fato de “tentar agradar os outros ou coisa parecida”, mas também com a ideia do “não me incomodo com você” ou “vai se danar” ou ainda essas duas últimas ideias juntas. 
O que é dar atenção sim, e quem sabe até muita, mais do que a si mesmo.

Um quase bordão diz: "Sou a alegria de quem me ama, a tristeza de quem me odeia, a ocupação de quem me inveja.”...

Questiono: 
- Como eu quero ser tristeza para alguém mesmo que essa pessoa tenha por mim um sentimento ruim? 
- Para que também quero ocupar alguém que quer que eu deixe de ser feliz?
- E porque ser algo ruim ou bom, para quem eu digo não representar nada pra mim?

Ainda tem outra máscara que é expor, provar, ao outro sua felicidade como quem deve isso...
Se de fato o outro não me influi devo esquecê-lo, livrar-me do pensamento nele, dele ou direcionado a ele...

Isso é ressentir (sentir novamente) desejando que o outro experimente algo negativo; vingança mesmo.
Falta de perdão... De gratidão e de benção...
Se não perdoa, não sentirá gratidão. E se não for grato não abençoará.

“- Ah, o outro não merece perdão, nem gratidão, muito menos benção!”

E por acaso os outros fizeram o que lhe fizeram sem sua permissão? Certamente não, pois nenhuma relação é vivida por uma única pessoa. E se é unilateral, é por escolha e assim responsabilidade mesmo ingênua de quem assim vive.

Portanto, VOCÊ, tanto precisa quanto merece seu perdão, sua gratidão e sua benção...
É como lavar-se... Nem que seja para se sujar de novo!
Se assim acontece, o mundo, ou quem sabe “o outro”, ou ainda “um terceiro” agirá refletidamente sobre você. “Porque quanto mais gratos, mais razões recebemos para agradecer.” - Angélica Araujo - Textos & Frases

Aprender a não “se incomodar” com os outros, seja positiva ou negativamente, é conquistar a liberdade que acompanha a felicidade autônoma.
Seja feliz por você, e só... 
Com certeza sua felicidade importará a quem é feliz também por você...

Saliento que “incomodar-se” difere de “importar-se”. Incômodo é relacionado ao que é ruim, e importância ao que é bom.

@

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Meu Pai foi para Deus

Como tenho o hábito de focar ou enfatizar as boas coisas da vida, adiei um pouco até que meus sentimentos se abrandassem, para falar publicamente sobre a partida física de meu pai... Ou a partida dele pra Deus... Ou ainda, seu descanso eterno...

Vivi intensamente a sua presença nos últimos meses como conclusão de aproximadamente 01 (um) ano, quando ele começou a modificar hábitos físicos e alimentares que o foram debilitando lentamente, mas a olhos vistos...
A última parte da vida dele me fez mudar a minha e tentei passar por mais um nível de aprendizado vital...

Vou apropriar-me mais uma vez do que Lidiane Franqui diz “sobre esse "estado de consciência" de viver exatamente o momento presente por mais tolo que ele possa parecer. É simplesmente "prestar atenção" ao que acontece à nossa volta e não ficar submerso em pensamentos diversos que nos levam a todo lugar” e dizer que vivi exatamente assim, com meu pai, esses últimos 02 (dois) meses. Creio que sem tirar nem por eu fiz o que deveria fazer! Faria tudo igual! Valeu muito à pena! 

Ficando o cuidado em um nível mais delicado, procurei ajuda profissional e fui agraciada divinamente com um grupo de pessoas de boa alma chamado Assistência Home Care, de Feira de Santana, que nos enviou os anjos em forma humana Do CarmoGirleneMercia e Joelma, sendo esta última a escolhida por Deus para alguns momentos mais marcantes e para a despedida de meu pai. Que momento nós vivenciamos! Que emoção nós sentimos enquanto orávamos e cantávamos o popular Hino a Santo Antonio!

Expresso GRATIDÃO:
Ao meu chefe imediato, Jarbas (Secretário Municipal de Saúde de Pé de Serra) pelo apoio amigo e institucional; a Dra. Juliana Carvalho pelas visitas e internamento domiciliares via Unidade de Saúde da Família Antonio Pereira Adorno; 
Aos Drs. Jefferson Pires e Joilson Martins pela assistência médico hospitalar humanizada e companheira, bem como a toda equipe de enfermagem do Hospital Municipal Isadora Alencar pela acolhida carinhosa que eu, minha família e meu pai recebemos de todos; 
E ainda aos demais colegas da Secretaria Municipal de Saúde de Pé de Serra pela compreensão e apoio;
Também não consegui, e tento agora, agradecer as muitas palavras de apoio, carinho e sabedoria de amigos meus e de meus irmãos em comentários na Nota de Falecimento que publiquei no meu perfil de Facebook.

Adepta e defensora da chamada Lei do Retorno, agradeço a todos e afirmo que a recompensa de cada um de vocês virá na hora certa e a contento. 
Concluo com a prece:
- Deus abençoe a todos.

@
Meu Meninão - Das últimas fotos de Meu Pai
 (06.05.2016 - Por Magnólia)


Uma outra recordação marcante
Meu Pai batendo sino de procissão aos 80 anos de idade
06.08.2014, Festa de Bom Jesus